sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Grupos do Terror - Parte IV

FARCs
 Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia é uma organização de inspiração comunista, auto proclamada guerrilha revolucionária marxista-leninista, que opera mediante táticas de guerrilha. Lutam pela implantação do socialismo na Colômbia. As FARC foram criadas em 1964 como aparato militar do Partido Comunista Colombiano. Enquanto originaram-se como um puro movimento de guerrilha, a organização já na década de 1980 envolveu-se no tráfico ilícito de entorpecentes, o que provocou a separação formal do Partido Comunista e a formação de uma estrutura política chamada Partido Comunista Colombiano Clandestino.

Segundo estimativas do governo colombiano, as FARC possuem entre 6 000 a 8 000 membros, uma queda de mais da metade dos 16 000 em 2001. As FARC estão organizadas segundo as linhas militares e incluem diversas frentes urbanas ou células de milícia. A organização adicionou o "-EP" (Ejército del Pueblo) ao seu nome oficial durante a sua sétima conferência em 1982 como expressão da expectativa de evolução de uma guerra de guerrilha a uma ação militar convencional, esboçada nessa ocasião.

Entenda sua estrutura >>>

*Estado-Maior Central: mais conhecido como o secretariado, é o órgão superior de direcção e de comando das FARC-EP. Os seus acordos, despachos e decisões imperam sobre toda a organização e os seus membros. O secretariado é quem nomeia os líderes de cada bloco, e restringe as áreas que cada bloco deve abranger.

*Bloco: grande unidade estratégica de gestão e controle do território. A Colômbia esta dividida em 7 blocos. Cada bloco é composto por cinco ou mais frentes.

*Frente: consiste entre 50 a 500 homens e controlam uma determinada zona do país.

*Coluna: é uma larga frente.

*Companhia: geralmente cerca de 50 homens, permanecem sempre juntos e são responsáveis pelas emboscadas e ataques surpresa contra forças governamentais.

*Guerrilha: consiste de dois pelotões.

*Pelotão: a unidade básica, composta por 12 combatentes.

Pesquisas de opinião pública indicam que as FARC possuem 93% de rejeição na Colômbia. O motivo de tal antipatia, supõe-se, é devido ao fato de as FARC terem seqüestrado seis mil pessoas nos últimos dez anos, mantendo-os em condições sub-humanas. 

6 comentários:

Muller disse...

odeio esse terrorismo c.c
achoq eu ta na hora deu pegar minha metralha e invadir eles o/

... disse...

o seu blog é próprio só pra falar das forças armadas é??



http://diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com/
visita o meu blog? me dá esse prazer ;)

Dona Ana disse...

Putz... ninguém merece né... essas FARC só para atrapalhar as coisas. Muito legal o blog, bjs.

katihobbbit disse...

Muito boa a força que expoe esses problemas do mundo tem muita gente que não conhece.

Gabriel disse...

Nossa cara por favor tira essa rádio sério ...
Num da nem para se concentrar na postagem para lela.

Quando eu quero escutar alguma música eu vou para youtube ou até 4shared enfim eu não venho para blogs.

Encare isso como uma critica construtiva. Boa sorte e abraços.

Barbara Nonato disse...

Em relação às FARC tenho um entendimento maior. Realmente é uma força que amedronta a população e cuja atuação incomoda o governo do país. Medidas de retenção já foram tomadas, mas não suficiente para uma anulação. Como todo país, a Colômbia também tem seus anti-heróis.